O que é fotografia lifestyle? Tudo o que você precisa saber!

o que é fotografia lifestyle

Na fotografia, você encontrará diferentes caminhos a seguir, coisas que combinam mais com você, seus valores e seus gostos. Assim como em qualquer profissão, é importante definir um nicho de atuação, como fotografar eventos, marcas, famílias, crianças, gestantes, casais e por aí vai. Mas onde entra a Fotografia Lifestyle nessa história?

Dentro de um nicho, existem diversos estilos de fotografia. Essa escolha é pessoal, às vezes estratégica e única. É algo que você desenvolve ao longo do tempo. Algumas pessoas têm um estilo próprio que desenvolveram, enquanto outras optam por uma abordagem mais tradicional ou clássica…

Um estilo que está ganhando cada vez mais destaque é a fotografia lifestyle. Se você tem interesse em saber mais sobre esse tipo de fotografia, continua aqui que vou te contar tudo!

O que é uma fotografia lifestyle?

Na tradução ao pé da letra, lifestyle quer dizer estilo de vida. Então, esse precisa ser o nosso objetivo ao trabalhar com essa fotografia. 

A fotografia lifestyle é um estilo que busca registrar o jeito único de viver das pessoas, com foco nas ações cotidianas que são significativas para elas naquele momento da vida. Em vez de poses e produções elaboradas, esse estilo busca retratar momentos autênticos e verdadeiros.

Quer um exemplo de como uso o estilo lifestyle na minha fotografia?

Uma vez, uma cliente me contratou pra fazer fotos da família na praia, mas confessou que ela e os filhos detestam esse ambiente.

Em vez de insistir, sugeri que escolhêssemos um local onde eles se sentissem confortáveis e felizes juntos. Expliquei que as fotos precisavam demonstrar a essência deles, contando uma história autêntica, em vez de apenas buscar um cenário visualmente bonito para posarem sorrindo.

Qual é a diferença entre lifestyle e documental?

Apesar de compartilhar características com a fotografia documental (que registra o cotidiano), a fotografia lifestyle adiciona um toque mais moderno e menos limitado, produzido ou burocrático às fotos. O objetivo principal é transmitir a energia das pessoas, deixar guardado um sentimento e contar a história de uma fase de suas vidas.

Você só consegue captar isso permitindo que as pessoas ajam naturalmente, esquecendo de poses e padrões e deixando elas serem simplesmente elas mesmas.

Em que tipos de sessão é possível aplicar o gênero lifestyle?

A fotografia lifestyle tem como intenção principal registrar o que tem de mais verdadeiro num determinado contexto.

Então, você pode aplicar em vários tipos de sessão, especialmente em fotos de famílias, bebês, casais e gestantes. É uma ótima opção para capturar momentos autênticos e criar memórias especiais.

Em um ensaio de bebê, por exemplo, em um acompanhamento, tudo o que a gente mais quer registrar é o que o bebê desenvolveu e aprendeu naquele mês.

Em um ele aprendeu a ficar de bruços, outro mês aprendeu a bater palminha, ou mandar beijo, fazer bichinho, dar língua, botar o pé na boca, o jeito como ele gargalha, a roupinha que cabe nele naquele mês. Essas coisas, sabe?

E isso pode ser aplicado em qualquer fase da vida.

Por que fazer ensaio lifestyle?

o que é fotografia lifestyle - coisa de fotografa

O ensaio lifestyle permite que as pessoas se recordem de momentos especiais de suas vidas e revivam emoções e detalhes únicos. Essas memórias, muitas vezes, se perdem na mente, mas a fotografia tem o poder de resgatar e dar todo um significado de volta.

Eu mesma decidi ser fotógrafa porque amava minhas fotos da infância, aquelas que que foram feitas ainda com a câmera analógica. Elas tinham uma espontaneidade que a gente não costuma ver com tanta frequência hoje. O estilo lifestyle vem justamente pra suprir esse desejo de retratar a beleza de uma vida real.

Como começar na fotografia lifestyle?

Se você deseja começar a implementar o estilo mais natural em suas fotos, mas ainda não sabe o que fazer exatamente pra conseguir esses resultados e, principalmente, conseguir vender sessão de fotografia lifestyle pros seus clientes, essas são as minhas recomendações:

1. Faça trabalhos nesse estilo

Pratique e ganhe experiência em sessões lifestyle para aprimorar suas habilidades e construir um portfólio nesse estilo.

É assim que você vai ter mais segurança para dirigir os ensaios, pegar o timing de fotografar os momentos espontâneos, e também pra ter mais domínio técnico, se não tiver experiência usando luz natural, por exemplo, que é a iluminação mais usada na fotografia lifestyle.

Pra montar portfólio, é importante convidar pessoas que se encaixem no tipo de ensaio que você quer fazer, organizar os detalhes da sessão e depois divulgar bastante, para que os clientes te encontrem.

2. Seja objetivo na divulgação

Ao construir seu portfólio, evite publicar outros estilos de fotos para que as pessoas vejam claramente que você está se especializando em fotografia lifestyle.

Afinal, se você quiser vender ensaios naturais e espontâneos, mas só publica fotos produzidas demais, vai acabar atraindo pessoas interessadas em fotos mais elaboradas também.

Se você curte mesmo a fotografia lifestyle, é legal se jogar de cabeça nesse estilo e divulgar bastante. Assim, as pessoas que se interessam por esse tipo de foto vão começar a te procurar, e quem ainda não conhece vai passar a conhecer e curtir também.

3. Identifique e entenda seu público!

Existem pessoas que vão se encantar pelo seu tipo de trabalho, justamente porque não se identificam com fotos posadas e produzidas. Esse sim é o cliente que você deve atrair, pois é o que valoriza o seu estilo de fotografia.

Estude seu público-alvo para direcionar sua comunicação e atrair clientes que se identifiquem com o estilo lifestyle, pra que a sua comunicação daqui pra frente seja voltada pra esse público.

Comece a educar seus clientes sobre a fotografia lifestyle. Explique o que é, como funciona, como é feito, quanto tempo dura uma sessão… fala tudo isso e mostra fotos que você fez, porque assim você vai aos poucos despertando a curiosidade e o desejo dessas pessoas.

4. Não peça poses, peça movimentos e ações

Em vez de pedir poses engessadas, fale para seus clientes fazerem movimentos e ações naturais. 

Um cheirinho, um beijo no pé do bebê, uma cosquinha, um carinho, um abraço… Isso evita que o seu cliente fique naquelas poses estáticas, sem saber o que fazer com as mãos, e que cara fazer, se olha ou não pra câmera..

Você vai ver como as suas fotos vão ficar mais leves, naturais e autênticas com essa mudança.

Como fazer fotos lifestyle?

Para fazer fotos no estilo lifestyle, é importante combinar elementos tradicionais da fotografia, como registrar o cotidiano, com um estilo mais moderno e menos posado. A chave é capturar a energia das pessoas e deixar transparecer os sentimentos e a história daquela fase de suas vidas.

Uma dica valiosa é observar os detalhes, tanto do ambiente em que a sessão acontece, como a casa do cliente, quanto nas expressões e ações das pessoas. 

Prestar atenção a esses detalhes traz mais sentimento e verdade às fotos, tornando-as únicas e especiais para cada cliente. Você só consegue captar isso permitindo que as pessoas ajam naturalmente, esquecendo de poses e padrões e sendo simplesmente elas mesmas.

Aproveite a casa do cliente

o que é fotografia lifestyle - coisa de fotografa

Não se preocupe se a casa não for considerada bonita, porque é possível encontrar elementos visuais interessantes em qualquer ambiente. O importante é focar nos momentos e nos detalhes que têm significado para as pessoas envolvidas na sessão.

Na conversa com o cliente, é importante ressaltar que o objetivo não é fotografar uma casa perfeita e luxuosa. O foco está nas pessoas, nos momentos compartilhados, nas emoções vividas naquele espaço.

Explique que cada casa tem sua personalidade e singularidade, e que essas características serão valorizadas nas fotos. Se a casa é pequena, por exemplo, você pode explorar ângulos diferentes para demonstrar justamente a intimidade e a união da família.

Aproveite também a iluminação natural, que tem um papel crucial na fotografia lifestyle. Procure aproveitar ao máximo a luz que entra na casa, seja através de janelas, portas ou aberturas. Isso criará uma atmosfera mais real e acolhedora nas fotos.

Fotografe como observador

Em vez de simplesmente posar para a câmera, encoraje os clientes a realizarem atividades cotidianas que eles gostam e que são significativas para eles. Num ensaio de família, por exemplo, incentive a interação entre pais e filhos durante a sessão. 

Pode ser brincar, preparar uma refeição juntos, ler um livro ou simplesmente conversar. Você estará ali apenas como observador e essas interações vão se transformar em fotos naturais e cheias de emoção.

Esteja atento aos momentos espontâneos, aos sorrisos genuínos, aos gestos carinhosos e aos detalhes que expressam a individualidade de cada um.

Assim como em um livro, que nos conta em mínimos detalhes tudo o que tem e acontece em uma cena, o fotógrafo lifestyle precisa ter sensibilidade pra enxergar essas cenas.

O pézinho do bebê, as mãos, que por muitas vezes não nos atentamos, objetos da casa, os detalhes do quarto de um bebê, que foram preparados com tanto carinho…

Às vezes um anel, um cordão, a xuxinha do cabelo do bebê ou a forma como a mãozinha dele fica sobre o peito da mãe enquanto ela o amamenta.

Isso vai trazer muito mais sentimento e verdade para as suas fotos e são detalhes que seu cliente não espera que você note. É uma forma de pensar fora da caixa e fazer um trabalho ainda mais especial e único pra cada cliente.

É muito comum simplesmente “sair clicando”, ainda mais no desconforto de estar na casa de outra pessoa, sem saber por onde começar. Mas pratique, experimente e esteja aberto a novas experiências.  Aos poucos, você ganhará mais confiança e domínio nesse estilo de fotografia.

O espaço como um todo

Conforme você for fotografando na casa das pessoas, você vai também desenvolvendo seu olhar, vendo potencial nos lugares da casa, entendendo o que você gosta de fotografar nos ambientes, estudando como você pode contar história e valorizar a sua fotografia através do espaço de uma outra pessoa.

Um desafio super normal é encontrar clientes que dizem que a casa não é maravilhosa, que é pequena, que é escura, que é simples…

Mas, na conversa você vai explocando que não precisa ser uma casa decorada, incrível e maravilhosa. Que você quer retratar aquele lugar, cada cantinho, a rotina e que ali eles vão ficar totalmente confortáveis e vão gostar de se ver depois nas fotos.

Arrumadinha básica

Na fotografia lifestyle queremos registrar tudo da forma mais natural e espontânea possível, mas não tem problema ajustar um pouco o ambiente pra valorizar as fotos.

Na fotografia documental, as coisas “espalhadas” pela casa ajudam a mostrar a rotina e a realidade, e por isso não precisam ser mexidas, mas no lifestyle essa arrumadinha básica ajuda bastante a enriquecer o resultado final, e também evita um trabalho extra na edição

Você só não precisa e nem deve revolucionar a casa. É uma arrumação que não transforma o espaço, mas que deixa apenas o que é necessário e bonito.

Por exemplo, mesinhas laterais e de cabeceira costumam ter decoração, remédios, despertadores, cabos de celular, livros… Você pode (com permissão do seu cliente, é claro) deixar só os itens de decoração ou combinar pra que ele já faça esses ajustes antes de você chegar.

Dicas de iluminação para fotografia lifestyle

Assim como em um ensaio externo, em sessões lifestyle você também precisa dominar a luz, entender o que vai ser feito, buscar composições e ângulos diferentes de acordo com a locação.

Antes de tudo, você precisa sempre lembrar que cada casa é de um jeito. Algumas podem ser mais “fotogênicas” do que outras, com diferentes decorações, tamanhos e iluminações. Portanto, esteja preparado para lidar com diversos tipos de luz e espaços.

Uma estratégia que costuma dar certo é pedir fotos da casa do cliente antes da sessão, como da sala e do quarto, para ter uma ideia do ambiente. 

Às vezes, ele pode achar que a iluminação não é adequada, mas para o que você precisa fotografar, pode ser suficiente. Eles também podem dizer que o espaço é pequeno, mas você pode encontrar ângulos tranquilamente. Portanto, pedir essas fotos antecipadamente é realmente útil.

Assim que eu chego, começo com calma: pergunto onde fica o banheiro, lavo as mãos, bebo um copo d’água e vou conversando. Então, peço para a pessoa me mostrar ou permitir que eu dê uma olhada nos cômodos, para entender por onde vamos começar, identificar a melhor iluminação e visualizar o que tô pensando pra sessão.

Haverá casos em que a casa do cliente realmente não será ideal para fotografar, seja por falta de iluminação natural, ausência de janelas ou por ser muito pequena. Nesses casos, é importante saber instruir o cliente de que talvez seja melhor escolher outro local fora de casa, como um parquinho próximo, o jardim ou até mesmo fazer metade das fotos em casa e metade em ambiente externo.

Com o tempo, você aprenderá a lidar com essas situações para obter resultados incríveis ao fotografar em casa.

Quais equipamentos usar na fotografia lifestyle?

Vamos falar um pouco sobre a parte técnica, que é super importante para esse tipo de sessão.

Ter uma lente mais aberta faz toda a diferença em ensaios lifestyle.

Como já trouxe aqui, cada casa tem um tamanho diferente, então às vezes não temos muito espaço para recuar e explorar ângulos, como temos em uma locação externa. 

Precisamos clicar dentro dos cômodos. Então, é essencial ter uma lente que permita pegar ângulos amplos e não muito fechados, para que você não se sinta limitado e consiga registrar todo o ambiente.

Além disso, vale lembrar que é possível usar qualquer tipo de câmera na fotografia lifestyle, desde câmeras profissionais até smartphones. O mais importante é dominar as técnicas de composição, iluminação e contar uma história por meio das suas fotos. 

O equipamento é apenas uma ferramenta, o que realmente importa é o seu olhar e habilidade para criar imagens incríveis nesse estilo de fotografia lifestyle.

Lembre-se sempre de que sensibilidade supera equipamento. 

Curso de fotografia lifestyle: conheça a certificação MOVE

Se você está apaixonado pela fotografia lifestyle e quer se especializar nesse estilo, a dica extra que trago aqui é a Certificação MOVE, um curso perfeito pra você mergulhar na direção e edição de ensaios e eventos, cuidando ainda da parte técnica e criativa.

No MOVE, você vai encontrar a união ideal entre teoria e prática, aprendendo em aulas gravadas em detalhes, a conduzir uma sessão de forma segura, com o meu método de direção consciente, pra fazer fotos que contam histórias reais, assim como eu compartilhei aqui! 

Além disso, com as aulas teóricas e práticas do MOVE, você descobrirá como aplicar o método de Edição Eficiente pra chegar ao Combo da Foto Perfeita, aquela que não te deixa horas no computador, enche você de orgulho e encanta seus clientes.

E aí, preparado para entrar no mundo da fotografia lifestyle? 

Com a Certificação MOVE, vou compartilhar com você todas as teorias e práticas que tornam esse estilo tão especial e enchem sua agenda de clientes apaixonados pela sua fotografia. 

Clique aqui para conhecer a Certificação de Fotografia MOVE.

Compartilhe

Deixe seu comentário

18 comentários

  1. Oi, boa noite, em primeiro lugar quero te agradecer muito, por ser essa pessoa especial, que compartilha seu conhecimento. Gostaria de saber como você cobra pelo seu trabalho de lifestyle, já que as vezes para se ter momentos relaxados em familia, com estranhos presentes, leva um certo tempo, e até mesmo com a criança para ficar a vontade, e essa questão do deslocamento para praia ou club esta incluindo no tempo ou não, mesmo assim é por hora e mudança de roupa . estou iniciando na fotografia e ainda vou comprar a camera e com a lente 18-55 e vou entrar
    naquela fase de fazer trabalhos de graça. Me desculpa se perguntei demais, mas mesmo assim muito obrigado pela sua paciência e tempo

  2. Olha tenho como projeto profissional me especializar nesta área da fotografia de família. abraço amo seus videos!

  3. Boa tarde, iniciei a fotografar a quase 3 anos, amo trabalhar com família. Este estilo me fascina, pois não gosto de poses paradas, e sim espontâneas trazendo o amor na fotografia.
    Onde posso estudar mais sobre quero direcionar a este estilo. Obrigada

    1. Oi, Flávia!

      Eu tenho um curso que pode te ajudar a desenvolver sua fotografia no estilo Lifestyle! Dá uma olhada aqui, que tem todos os detalhes do curso que vai te ajudar a trabalhar nesse estilo: https://coisadefotografa.com/move1

      beijão!

  4. #cdfresponde

    Estou cada dia mais encantado com o universo life style e quero muito aprender sobre o tema pra incluir na continuidade das famílias que estão acabando de se formar após o registro dos seus casamentos feitos por mim.

  5. #cdfresponde
    Acabei de me encontrar na fotografia e naturalmente percebi uma atração irresistível ao Life style como forma de olhar o mundo e buscar esse DNA único da pessoa pra mostrar como ela é maravilhosa criação de Deus.
    Quero aprender técnicas e ferramentas para ser excelente, profissional, e mostrar para as pessoas o melhor delas.

    1. Oi, Jorge! A fotografia lifestyle é maravilhosa mesmo!

      E a Isis tem um curso que pode te ajudar a desenvolver sua fotografia no estilo Lifestyle! Dá uma olhada aqui, que tem todos os detalhes do curso que vai te ajudar a trabalhar nesse estilo: https://coisadefotografa.com/move1

      – Time #CDF

  6. Amada , parabéns por você conseguir atingir o seu objetivo. Ás vezes necessitamos revisitar momentos únicos que muitos das registramos somente em nossas memórias das quais com o tempo vai se apagando e no registro da imagem capturada com o olhar preciso e treinado do fotógrafo fazemos com que os momentos singulares se eternalizem ,

  7. Exclentes momentos únicos onde o registro mental se apaga mas o visual fotográfico se eternizam. Parabéns.

  8. Oi, tudo bem?
    Gostei muito do artigo, tanto do conteúdo, como da forma que escreveu, parabéns pelo seu trabalho. Eu gostaria de saber, você poderia compartilhar suas referências teóricas? Livros, documentários, tutoriais…
    #cdfresponde

    1. Oii, William! Que bom que curtiu, ficamos felizes =) Sobre as referências da Isis, ela já compartilhou alguns livros que ela gosta em vídeos no canal no Youtube: http://youtube.com/coisadefotografa Dá uma olhada. E um lugar em que ela sempre mostra os livros que ela lê (em tempo real, rss), o que ela acompanha e tudo mais é no Instagram. Recomendo bastante que fique de olho por lá porque ela compartilha bastante coisa, é bem legal. O insta é esse: https://www.instagram.com/coisadefotografa/ =) – Maressa, equipe #CDF

  9. Olá Isis,

    Acho que seu texto clareou muito o que sempre senti durante a minha vida com relação à fotografia. Com sua descrição, fui me identificando totalmente. Pra mim fotografia é capturar o sentimento daquele momento, trazer à memória detalhes importantes da nossa vida. Após a chegada do meu segundo filho, minha vontade de fotografar bebês só aumentou,além de querer registrar cada situação em família.
    Agora já sei qual o meu estilo e assim, sei por onde começar.
    Muito muito muito obrigada!

  10. Adorei seu post, ja trabalhei como Fotógrafo e estou estudando a volta como Fotógrafo, mas não gosto de Fotografar casamentos, gestantes, books, mas sim o estilo LifeStyle, as famílias em seu local de aconchego, esses momento, se você tiver mais post ou insta e puder me passar adoraria aprender mais sobre esse estilo.Muito obrigado e parabéns pelo sue trabalho.
    Att. Alex Lima

  11. Muito bom, adorei!
    Confesso q tinha outra idéia.
    Muito bem esclarecido, agradeço,
    Oportunamente compartilharei com amigos fotógrafos.
    Um abç e sucesso!
    Sandra Mendes

QUER CLIENTES TODOS OS MESES NA SUA FOTOGRAFIA?
INSCREVA-SE PARA RECEBER MINHA AJUDA: