Fotógrafo pode ser MEI? Vantagens e perguntas mais frequentes

isis castro com um notebook no colo e a câmera ao lado

Se você tem o desejo de transformar sua fotografia em um negócio, é possível que já tenha se perguntado “Fotógrafo pode ser MEI?”

Essa é uma dúvida comum entre aqueles que desejam finalmente formalizar sua empresa de fotografia.

Neste artigo, vou falar sobre esse assunto e você vai descobrir as vantagens que ser um fotógrafo MEI pode te proporcionar. 

O que é MEI?

O MEI, ou Microempreendedor Individual, é uma forma de registrar pequenos negócios. A ideia por trás do MEI é tornar mais fácil a formalização de empreendedores individuais, como fotógrafos.

Assim, os profissionais autônomos também podem aproveitar benefícios e garantias que antes eram restritos a empreendimentos maiores. 

Com essa alternativa, você pode trazer sua fotografia para o campo legal, mas sem muitas complicações.

Como o processo de abertura é simplificado, isso significa mais tempo para focar naquilo que realmente importa: a evolução da sua empresa.

Além disso, o MEI oferece benefícios previdenciários, como aposentadoria e auxílio-doença, o que é uma grande vantagem para quem trabalha por conta própria. 

Outro ponto importante é que, como MEI, o pagamento dos impostos é feito através de uma única guia mensal, contendo todos os tributos necessários. 

Isso não só facilita sua vida financeira, mas também reduz a preocupação com multas e atrasos.

Afinal, fotógrafo pode ser MEI?

fotógrafo pode ser MEI?

A resposta é sim! 

Um fotógrafo pode sim se tornar um Microempreendedor Individual (MEI) e desfrutar dos benefícios desse formato.

Isso significa que você pode dar esse passo significativo e transformar sua paixão em um negócio formalmente reconhecido. 

Quais são os requisitos para ser MEI?

Entender os requisitos é fundamental para se tornar um fotógrafo MEI de forma bem-sucedida. 

O principal requisito é que sua receita bruta anual não ultrapasse o limite estipulado, que atualmente está fixado em R$ 81.000,00. 

Além disso, é muito importante verificar se sua atividade fotográfica se enquadra nas ocupações autorizadas para o MEI. 

Estar de acordo com esses critérios é o passo inicial para se tornar MEI.

Ao entender e cumprir esses requisitos, você pode então desfrutar dos benefícios da formalização legal do seu negócio.

Portanto, antes de tomar a decisão, entenda esses critérios e tenha certeza de que você atende aos requisitos necessários para se tornar um fotógrafo MEI de sucesso.

MEI para fotógrafos: quais são as vantagens e desvantagens?

Fotógrafo pode ser MEI e essa escolha traz muitas vantagens. 

Além de tornar a fotografia sua atividade oficial, você vai pagar todos os impostos de uma vez só, ter direito a benefícios de seguridade social, e fica mais fácil abrir e fechar o negócio, entre outras vantagens.

A formalização como MEI te dá a oportunidade de atuar dentro das regras e regulamentações legais, o que vai proporcionar segurança jurídica à sua atividade.

A simplicidade na gestão financeira também é um ponto positivo, já que o pagamento mensal unificado engloba impostos e contribuições, evitando surpresas e simplificando a contabilidade do seu negócio.

E tem mais, com sua inscrição como MEI, você também passa a ter um CNPJ, o que amplia suas possibilidades de fechar parcerias e participar de eventos que requerem essa formalização.

No entanto, é fundamental saber quais são as desvantagens, como o limite de faturamento anual e a impossibilidade de ter sócios.

O limite de faturamento anual pode ser um desafio para fotógrafos que visam um crescimento mais acelerado. Ser MEI significa faturar, mensalmente, em média 6.750 reais. É isso que você quer pra sua fotografia? Porque não é isso que eu quero pra você.

Eu quero que seu faturamento seja em média 10 MIL POR MÊS. Porque sei que é possível faturar 10 mil ou mais na fotografia todos os meses. E essa precisa ser sua meta.

Com o seu crescimento, você também pode querer ter sócios ou expandir significativamente. Então o MEI não será a opção mais adequada. 

Como abrir MEI de fotografia?

fotógrafo pode ser mei

Abrir um MEI para atividades fotográficas é mais simples do que parece. 

Não é necessário se preocupar com complexidades excessivas. 

Tudo começa com a verificação dos requisitos básicos. 

Você precisa se certificar de que sua situação atende aos critérios estabelecidos para se tornar um Microempreendedor Individual. 

Depois, o próximo passo é acessar o Portal do Empreendedor, onde você vai encontrar as orientações para preencher as informações necessárias.

Lembra de fornecer os detalhes de maneira precisa e completa. Essa etapa é fundamental para garantir a formalização adequada do seu negócio fotográfico como MEI.

Qual o MEI para fotógrafo?

Quando você se decide se cadastrar como fotógrafo MEI, uma etapa fundamental é escolher a ocupação correta. 

Essa escolha não é apenas uma formalidade, mas sim um passo importante para garantir que a sua atividade vai ser registrada da forma certa no sistema.

No caso específico de fotógrafos, a opção a ser selecionada é “Fotógrafo(a) – Código 7420-0/01”

Ao fazer essa escolha, você vai assegurar que sua prática está oficialmente documentada e em conformidade com a legislação vigente.

Esse processo é mais do que um mero procedimento burocrático, ele é a base para a construção de um negócio sólido e legalmente estabelecido. 

Uma escolha acertada na hora do cadastro MEI reflete diretamente na maneira como seu trabalho é reconhecido por parceiros de negócios e instituições.

Além disso, estar registrado sob a ocupação correta é muito importante para garantir que você esteja apto a acessar todos os benefícios e direitos que o MEI oferece aos empreendedores individuais.

O MEI para fotógrafos pode valorizar minha marca?

Sem dúvida alguma! 

A opção de se tornar um fotógrafo MEI tem o potencial de elevar consideravelmente a percepção de valor da sua marca.

Com o status de MEI, você está enviando uma mensagem clara de que está levando a sério seu trabalho, que é mais do que apenas um hobby. 

Os clientes em potencial veem isso como uma garantia de que estão contratando alguém que está legalmente comprometido com sua prática fotográfica. 

Isso cria confiança desde o início.

Além disso, a formalização como MEI dá um toque profissional na sua marca. 

Fazer a contabilidade como MEI é difícil?

Uma das vantagens do MEI é a simplicidade na contabilidade

Você vai estar sujeito a uma carga tributária fixa mensal, que engloba impostos federais, estaduais e municipais. 

Isso simplifica o processo de contabilidade e torna a gestão financeira mais acessível, mesmo para quem não tem experiência na área.

Se você está pronto para dar o próximo passo em sua jornada como fotógrafo empreendedor, você precisa se aprofundar em mais temas burocráticos e importantes como esse.

Por isso, você pode entrar agora na lista de espera para o meu curso Fotografia Como Negócio.

Lá eu ensino o método completo para criar, crescer e manter um negócio de sucesso na fotografia. 

Milhares de fotógrafos já transformaram seus negócios e aumentaram significativamente seu faturamento graças ao FCN.

Você pode ser o próximo! É só clicar aqui.

Compartilhe

Deixe seu comentário

QUER CLIENTES TODOS OS MESES NA SUA FOTOGRAFIA?
INSCREVA-SE PARA RECEBER MINHA AJUDA: