Curso de fotografia ou faculdade de fotografia: melhor opção para o mercado

Isis castro com a mão levantada. Artigo sobre escolher curso de fotografia ou faculdade de fotografia.

Se o seu objetivo é ser um fotógrafo profissional bem-sucedido e realizado, além da prática, é importante você saber o básico para trabalhar e VIVER de fotografia. Equipamentos, técnica, direção, edição, vendas, marketing, atendimento… Tudo isso você encontra em um curso de fotografia ou faculdade de fotografia, mas nem sempre no mesmo lugar.

É aí que vem a dúvida… qual é a melhor opção?

Muita gente acredita que a fotografia é um dom. Mas… com todo o respeito aos fotógrafos que nasceram com esse talento maravilhoso, eu sempre digo que alcançar uma fotografia sensível e fazer dela uma carreira lucrativa demanda muito conhecimento e TREINO. 

Fazer cursos ou ir para a faculdade de fotografia certamente vai contribuir para isso. Lá, você encontra habilidades e conteúdos para aprimorar seu trabalho.

Neste artigo, eu vou colocar as duas opções na balança pra te ajudar a escolher entre a faculdade e um curso de fotografia, ou apenas saber por onde começar seus estudos.

Existe faculdade de Fotografia? Como funciona?

Simm, existem faculdades e formações superiores completas, focadas exclusivamente em fotografia

Apesar de não precisar ter diploma para exercer a grande maioria dos trabalhos na fotografia, a faculdade forma fotógrafos profissionais todo ano. 

Eu fui uma que me formei anos atrás e tenho um diploma que não serve para muita coisa (hahaha).

Mas como funciona? É uma faculdade normal? 

Sim! Pode ser presencial ou à distância, e você se forma com diploma de bacharel ou técnico em fotografia. 

O bacharelado é mais completo, teórico e artístico, já o técnico é mais voltado à parte prática, de equipamentos, luz, edição, etc.

Algumas faculdades de fotografia têm até equipamentos (digitais e analógicos) e laboratórios para os alunos usarem. 

Mas o ritmo é de universidade mesmo, com curso dividido em períodos, aulas diárias, estágio e prova no final de cada semestre para testar seus conhecimentos. 

Quanto tempo dura a faculdade de Fotografia?

O bacharelado geralmente dura 4 anos. Já o curso técnico (que vale como um curso superior, com diploma e tudo) não costuma passar de 2 anos.

Como funciona um curso de fotografia?

Assim como na faculdade, cursos de fotografia também podem ser presenciais ou online. 

Só que diferente da universidade, os cursos costumam ser mais curtos e são divididos em módulos, que você vai avançando de acordo com sua evolução. 

Hoje, com a internet e tantas possibilidades, os cursos de fotografia online explodiram e têm gerado excelentes resultados

Pela facilidade de acesso e o custo mais baixo, existe uma variedade enorme de opções: desde os técnicos, que te ensinam a mexer no equipamento, até os mais robustos e estratégicos, que mostram como crescer e ganhar dinheiro na fotografia. 

O desafio é escolher entre tantas opções. A maioria dos cursos básicos emite um certificado comum (aqueles com carga horária) ao final. 

Formações mais completas, como o MOVE, minha certificação de direção, edição, técnica e criatividade, além de entregarem métodos exclusivos, conteúdos extras e ferramentas de trabalho, promovem o networking entre fotógrafos de várias partes do mundo. 

Principais diferenças entre faculdade e curso de fotografia

Agora vou te falar sobre os prós e contras de cada opção:

Faculdade de fotografia

Ir para a faculdade de fotografia, obviamente, tem muitos benefícios, principalmente pra quem sonha em ir para a universidade. 

Com base na minha experiência, na de alunos e outros profissionais que conheço, eu vejo prós e contras na faculdade de fotografia.

Entre os pontos positivos, principalmente no presencial. 

Você tem a possibilidade de conhecer novas pessoas, dividir experiência, ter acesso a um conteúdo de base mais teórica e artística, além do diploma – que vai te dar mais credibilidade se quiser trabalhar em algum local que exija.

Mas 99% das oportunidades (tanto em trabalhos em empresas quanto de forma autônoma) não exigem.

Já o lado negativo, eu vejo muito no conteúdo excessivamente teórico e super distante da realidade do mercado de fotografia. 

Se não for uma universidade pública (quase nenhuma tem fotografia), você vai investir muito tempo e dinheiro durante os anos de faculdade, incluindo os gastos com a mensalidade e os equipamentos.

Curso de fotografia

De primeira, já dá para dizer que os cursos de fotografia são mais acessíveis

Geralmente demandam muito menos investimento financeiro do que os cursos universitários e trazem resultados mais rápidos.

Nos cursos de fotografia online isso fica ainda mais evidente, porque o aluno não precisa se deslocar para outro lugar para assistir às aulas e pode rever quantas vezes quiser. 

É mais fácil dedicar uma hora por dia pra estudar, por exemplo, e conseguir trabalhar o restante do tempo, do que ter que atravessar a cidade pra isso.

O lado ruim é que a maioria dos cursos são limitados, focados em pontos específicos da fotografia. Então geralmente é necessário fazer mais de um para conseguir se especializar mesmo. E é assim para o resto da vida, né?

Muitos cursos de fotografia, até pouco tempo atrás, também não ofereciam o mesmo nível de suporte e networking que a faculdade, mas isso mudou e hoje há boas opções no mercado. 

Curso de fotografia ou faculdade de fotografia: qual fazer para se destacar no mercado?

O primeiro ponto que preciso reforçar aqui é que não é obrigatório ter diploma para atuar na fotografia, salvo raríssimas exceções. 

Se você quiser trabalhar de forma autônoma, fazendo ensaios e eventos, por exemplo, não precisa se preocupar com isso, a não ser que queira mesmo ter um diploma. 

Eu tenho, mas o que mais contou na minha evolução na fotografia foram os workshops, ensaios e eventos que fazia e os meus estudos independentes. Até hoje sempre corro atrás de aprender coisas novas.

Porque ser fotógrafo profissional não depende apenas da escolha de uma lente, de apertar um botão e revelar a foto no laboratório da faculdade

É preciso dominar o dia-a-dia, do primeiro contato até a entrega das fotos. Praticar a criatividade, aumentar o repertório, lidar com os problemas que surgem nos trabalhos e tudo mais.

Mas afinal, curso de fotografia ou faculdade de fotografia? Qual fazer para se destacar no mercado?

Hoje eu digo sem dúvidas: faça cursos de fotografia. E, de preferência, online, se quiser resultado imediato ou mais rápido.

Na internet você pode escolher o que estudar, excluindo o que for desnecessário, pode rever as aulas, de acordo com o tempo de acesso, e aproveitar os conteúdos práticos de forma até melhor do que presencialmente

Muito melhor poder ver e rever uma aula do que ter apenas uma oportunidade para isso, né?

Eu só percebi isso depois de fazer uma faculdade inteira de fotografia, pagando no mínimo R$500 por mês (10 anos atrás, hoje é mais caro) e ainda tendo que fazer outros workshops por fora. 

Então, com as milhares de opções que temos hoje, o curso é a melhor opção para aprender, estar entre profissionais e se destacar entre eles. 

Certificação de Fotografia MOVE

Isis castro, fotográfa, fotografando uma família: pai, mãe e bebê

Ao escolher um curso de fotografia, você deve procurar um que atenda às suas necessidades.  

A mexer na câmera, dirigir um ensaio ou evento, definir um estilo, encontrar a melhor forma de editar suas fotos, estimular sua criatividade, confiança… são várias necessidades, e com várias soluções também. 

Em qual curso você vai encontrar isso? Às vezes será necessário fazer mais de um. E ainda assim, o conteúdo prático vai superar o que você aprenderia num curso superior.

Se você estiver procurando um conteúdo mais completo, que reúna todas essas principais necessidades, equivalente a 4 anos de faculdade e a alguns cursos juntos, recomendo que você conheça a Certificação de Fotografia MOVE.

O MOVE é muito mais do que um curso de fotografia. É um verdadeiro Programa de Desenvolvimento para Fotógrafos, que já impactou a vida de milhares de profissionais do Brasil e do mundo. 

Com o MOVE, você vai dominar pontos como criatividade, técnica, luz, equipamentos, direção e edição de fotografia, mesmo que esteja saindo do absoluto zero. 

Isso porque ele é baseado nos métodos criados por mim, nas estratégias que usei e nas decisões que tomei ao longo dos meus mais de 10 anos como fotógrafa.

Foram essas decisões que me trouxeram até aqui e que me fizeram criar o MOVE, para que você não tenha que errar pra aprender as lições que eu aprendi ou depender de anos de experiência para acertar no que hoje eu acerto. 

Você será capaz de chegar nas cores certas e construir o seu estilo próprio de edição, alcançar resultados que deixarão você orgulhoso e seus clientes apaixonados, sem precisar passar anos no banco da faculdade, nem fazer vários cursos juntos para realmente aprender. 

Clique aqui para saber mais sobre o MOVE. 

Compartilhe

Deixe seu comentário

QUER CLIENTES TODOS OS MESES NA SUA FOTOGRAFIA?
INSCREVA-SE PARA RECEBER MINHA AJUDA: