Como tirar fotos em movimento e ter o foco cravado? Veja 3 dicas

como tirar fotos em movimento, família sorrindo para seu filho

Saída dos noivos, palmas na hora do parabéns, valsa da debutante… todos são movimentos espontâneos que precisam dos melhores resultados para as fotos! Talvez esses sejam os momentos mais temidos por um fotógrafo e sua câmera. Mas afinal, como tirar fotos em movimento e ter o foco cravado nelas?

Nesse artigo, listei 3 dicas para você arrasar nas suas fotos em movimento!

Por que tirar fotos em movimento?

Para fotógrafos de festas e eventos, como aniversários e casamentos, que precisam capturar fotos de dança, pessoas socializando e comemorando, é indispensável saber tecnicamente como fazer fotos em movimento.

São muitas as situações: a valsa da debutante nos aniversários de 15 anos, a dança dos noivos na festa de casamento, as crianças no pula-pula numa festa de aniversário, os convidados dançando na pista de dança…

São momentos que fazem parte daquilo que você foi contratado para fotografar e não tem como simplesmente não registrá-los! Mas, se você não é do nicho de fotografia de eventos, não pense que não precisa dessas 3 dicas. Elas também são muito importantes pra você.

Se você busca por fotos mais naturais e espontâneas em seus ensaios, é preciso aprender a trabalhar mais com movimentos e ações do que com poses engessadas.

Ter visão artística e técnica para posicionar seu cliente é apenas o pontapé de uma narrativa onde você pede ações para capturar expressões e movimentos naturais.

Então, bora conhecer essas 3 dicas que juntas vão te ensinar perfeitamente como fazer fotos em movimento.

Como tirar fotos em movimento? Veja o passo a passo 

Imagina verificar os resultados daquele momento lindo e perceber que todos os registros ficaram desfocados ou borrados? Sua frustração só não vai ser maior do que a do cliente que te contratou.

Haja trabalho para encontrar uma imagem que salve na hora da seleção das fotos e torcer muito para que o cliente se contente com ela!

Seu cliente não quer só retrato, ele te contrata para fotografar momentos e muitos deles acontecem em movimento. Eles não querem só ficar posando, eles querem ser fotografados vivendo enquanto outra pessoa carrega a responsabilidade de guardar aqueles momentos sem que eles precisem ficar parando pra isso.

Saber como fazer fotos em movimento é saber captá-los como se todos ali estivessem congelados perfeitamente. Para isso, não existe truque ou mágica, é preciso entender a parte técnica da profissão, saber como funcionam as configurações do seu equipamento e usá-las ao seu favor.

Dá só uma olhada nesse passo a passo que fiz pra você aprender a melhor forma de fotografar fotos em movimento e com ótimos resultados:

1. Ajuste o triângulo de exposição

Como começar na fotografia profissional

O triângulo de exposição são as configurações simultâneas de ISO, diafragma e obturador. 

Esses ajustes vão ser feitos levando em conta a iluminação do cenário onde você está fotografando. Isso muda de um lugar para o outro. Por isso, os números nunca serão exatos.

Só que, no caso de uma foto em movimento, onde é preciso ter resultados nítidos, é muito importante ter uma velocidade alta.

Por quê? Suas fotos em movimento vão ser muito mais nítidas e precisas quando o obturador estiver com uma velocidade mais alta.

O obturador é o mecanismo responsável por abrir e fechar o sensor da câmera por onde entra a luz e, logo, captura a foto.

Isso significa que definir a velocidade do obturador é o mesmo que definir a velocidade de abertura deste sensor e o tempo de entrada de luz.

Para fotos em movimentos, onde é necessário rapidez nessa abertura, recomendo que seu obturador esteja em uma velocidade bem alta.

Mas não é tão simples assim: quanto mais alta é essa velocidade, mais escura fica a foto

Isso significa que sua prioridade é a velocidade do obturador, mas para a iluminação continuar funcionando bem, você vai precisar compensar ajustando o ISO e/ou o diafragma.

Ou seja: comece ajustando a velocidade do obturador e, conforme for a iluminação do lugar onde você está fotografando, compense nas configurações do ISO e do diafragma.

2. Modo Ai Servo ou AF-c 

Depois de configurar o triângulo de exposição, vamos para outro ponto muito importante: o foco.

Só rapidez não é suficiente para fazer boas fotos em movimento. Se você deseja que essas fotos estejam nítidas, fique atento também ao foco.

AI Servo (Canon) e AF-c (nas câmeras da Sony ou Nikon) são modos de focagem contínuos.

Depois de selecionar esse modo, você precisa primeiramente focar no objeto principal da foto e depois disso, a própria câmera acompanha o foco sobre aquele mesmo objeto enquanto ele está em movimento.

Por isso são chamados de modo de foco contínuo. Você não precisa: focar – clicar – focar de novo – clicar mais uma vez. 

São feitos justamente para que você foque uma vez no lugar onde deseja e o equipamento mantém esse foco continuamente.

3. Ative o disparo contínuo

Por fim, a dica de ouro: ative o disparo contínuo para clicar bastante e ter muitas opções de fotos para escolher as melhores na hora de fazer sua seleção.

As últimas duas dicas vão te ajudar muito a melhorar a qualidade das suas fotos em movimento, mas esse passo aqui também é essencial.

Isso porque você aproveita muito mais o tempo de movimento e consegue ter muito mais fotos desse momento do que clicando manualmente e esperando o tempo entre os cliques.

Treine muito!

Se a prática não levar a perfeição, ela te leva para muito perto disso! Um trabalho bem feito na fotografia é resultado de muito treino e conhecimento técnico.

Se você ainda não entendeu algo ou alguma coisa ainda não funcionou, minha maior recomendação é que você continue testando até encontrar padrões e perceber onde está o erro.

Assim você consegue aperfeiçoar seu trabalho, aumentar suas habilidades e criar um domínio sobre a profissão.

Só ler e estudar sobre as técnicas não resolve seus problemas, porque você precisa garantir que sabe colocá-las em prática e ter certeza de que realmente o que você estudou é o que precisava.

Existem muitas técnicas na fotografia e muitas configurações nos seus equipamentos com finalidades específicas. Cada cenário, situação e iluminação vai pedir ajustes e conhecimentos diferentes. 

Só praticando, testando e treinando você vai dominar a técnica e descobrir quais são as melhores configurações para cada situação na fotografia.

Conheça a Certificação MOVE para fotógrafos

Pra te ajudar nesse processo de treino e aperfeiçoamento, eu criei a Certificação Completa de Direção e Edição MOVE

Além das aulas sobre toda a parte técnica necessária para a formação de um fotógrafo, eu também fiz questão de preparar aulas práticas.

Nessas aulas, você me acompanha enquanto faço meus ensaios e pode observar exatamente como eu lido com cada situação que surge.

Você vai me assistir fotografando diversos tipos de ensaios, em diferentes locações, lidando com situações típicas (e até atípicas) da profissão.

O melhor de tudo isso, é que você pode começar a assisti-las ainda hoje.

Para se inscrever no MOVE e começar sua formação completa na fotografia, basta clicar aqui.

Compartilhe

Deixe seu comentário

QUER CLIENTES TODOS OS MESES NA SUA FOTOGRAFIA?
INSCREVA-SE PARA RECEBER MINHA AJUDA: