6 passos para começar na fotografia profissional

Como começar na fotografia profissional

Muitas pessoas me perguntam como começar na fotografia profissional e como eu comecei na fotografia.

Quando eu conto, eu vejo que muitos se identificam com a minha história.

Por isso, eu vim aqui te contar como deixar o hobby para se tornar um fotógrafo profissional. Continua aqui acompanhando e veja o passo a passo para iniciar sua carreira na fotografia!

Como comecei na fotografia?

Eu sempre gostei de fotografia, fazia foto o dia inteiro com as minhas amigas.  

Então, indiretamente eu já entendia um pouco de luz, enquadramento, pose…

Mas era coisa de adolescente, sabe? Eu não via a fotografia como uma profissão.

Na época, eu nem estava tentando fazer foto para ser fotógrafa. Eu só queria fazer fotos boas minhas e das minhas amigas.

Desde a época da escola, eu nunca gostei de naaada…

Nenhuma matéria me encantava e na época de vestibular e nenhum curso de faculdade parecia ser pra mim (logo, eu não me via em nenhuma profissão também).

A única coisa que eu pensava em fazer era publicidade. 

Por ter um ambiente mais de criação, acabava sendo um ambiente que combinava mais comigo, já que eu tinha que escolher alguma coisa.

Depois que me formei no colégio, fiz alguns workshops e cursos pra ver se me dava uma luz.

Fiz alguns de marketing, publicidade e propaganda, fiz outro de design gráfico e entre esses cursos, fiz um fundamental de fotografia.

Foi o último que fiz e eu amei o curso! Eu estava encantada com tudo desde a primeira aula.

Eu amei descobrir as funções de uma câmera DSLR, conhecer as lentes, o que cada uma fazia, para que cada uma serve, conhecer um pouco da história da fotografia e qualquer coisa que eles falavam eu estava igual uma boba escutando, anotando e absorvendo tudo.

(Nesse outro post aqui eu falo um pouquinho do curso fundamental de fotografia)

Depois de finalizar o curso fundamental, mesmo sabendo que eu queria trabalhar com fotografia e começar o mais rápido possível, eu sabia que precisava de mais instrução e mais conhecimento pra não sair por aí fazendo qualquer coisa. 

Foi assim que tudo começou. Por isso, eu tenho algumas dicas importantes pra te dar.

Como começar na fotografia profissional

Trabalhar com fotografia vai além de apertar um botão

Você quer trabalhar com fotografia? 

O meu primeiro conselho é: pesquise tudo na internet sobre a carreira de fotógrafo e entenda se ela é realmente pra você! 

Procure saber como são os cursos da área e como é trabalhar com isso de forma séria e profissional. 

É muito importante que você saiba que ser fotógrafo vai além de apertão um botão na sua câmera.

Se você já começar achando que a fotografia é fácil e que é só comprar uma câmera para ter bons resultados, você já vai estar abrindo brechas para as pessoas não te respeitarem no futuro quando você quiser ser de fato um profissional.

Se você se vê como alguém que só aperta um botão, como as pessoas vão te respeitar como profissional e pagar pelo o que você faz? Entende?

Como começar na fotografia profissional?

Caso você esteja nessa fase de descobertas na fotografia e quer saber como começar na fotografia profissional, tenho dicas essenciais para você começar a dar os seus primeiros passos:

1. Mude a sua mentalidade

O primeiro passo para começar na fotografia profissional é algo que já falei no tópico anterior: você precisa mudar a sua mentalidade.

Não adianta ter o pensamento que o trabalho na fotografia é fácil e que qualquer um pode fazer.

Além disso, você não pode achar que o trabalho envolve só captura e edição de fotos. 

Você precisa se enxergar como uma empresa, que deve ter atendimento de qualidade, planejamento financeiro, conteúdo relevante nas redes sociais, como conseguir mais clientes… 

Sobre essa mudança de mentalidade, vou te explicar melhor mais à frente em outro tópico.

2. Faça cursos

O segundo passo é: faça cursos! Procure os cursos mais próximos de você sobre as técnicas da fotografia. Eles podem ser onlines ou presenciais. 

Hoje em dia existem inúmeros cursos no mercado. Portanto, procure por recomendações e aqueles que realmente vão valer a pena o investimento. 

Existe faculdade de fotografia, curso fundamental de fotografia, tecnólogos, cursos, workshops, etc. 

Procure entender o que realmente vai ser vantajoso para o seu objetivo na fotografia.

Aqui no Coisa de Fotógrafa nós temos alguns cursos que podem te ajudar muito! Clica aqui pra conhecer cada um deles :)

3. Compre os equipamentos necessários

O terceiro passo é comprar os equipamentos realmente necessários. 

Por exemplo, antes de sair comprando equipamento igual uma doida, eu fiz mais cursos, um deles foi o de flash, pra eu ter um domínio um pouco maior sobre luz, entender sobre fotografia em estúdio e os tipos de iluminação, ainda mais por achar que eu iria trabalhar com fotografia de moda e produto.

Por isso, o passo 2 “Faça cursos” é tão importante. 

Fazer esse curso foi uma decisão muito boa, porque deu para eu ter uma noção ainda mais do equipamento que eu precisaria comprar.

Por isso que eu aconselho primeiro ter uma noção da área que pretende trabalhar antes de comprar coisas, pois provavelmente você vai gastar dinheiro com algo que não precisa. 

Nesse curso de flash e em outro de foto publicitária que eu percebi que estúdio não era muito a minha praia.

Então, os softboxes e tripés de luz que eu queria comprar, eu já risquei da listinha pois não precisava.

Com a ajuda da minha mãe comprei a minha primeira câmera, que foi uma Nikon D90.

Ela vinha com uma lente 18-105 e eu usei por um tempinho essa lente do kit, até que comprei a 50mm.

4. Faça trabalhos de portfólio

O quarto passo é fazer muuuitos trabalhos de portfólio. 

Por exemplo, quando eu quis iniciar a minha carreira, eu chamei várias amigas pra fotografar, e esse caminho eu acho muito legal!

Eu aprendi muito fotografando pessoas com quem eu ficava confortável. 

Era algo sério, mas parecia diversão, sabe? Eu estava ali treinando, aprendendo e me divertindo ao mesmo tempo.

Era trabalho de graça? Sim.

Mas tinha benefício PRA MIM também. Como eu estava praticando e aprendendo, precisamos ver isso de forma contrária. 

Eu não estava dando um ensaio de graça.

Uma amiga é que estava disponibilizando seu tempo para posar pra mim, para eu treinar, para eu criar, para eu fazer meu portfólio

Tem toda diferença entre você convidar uma amiga para fotografar pra você fazer portfólio e treinar, do que uma pessoa ver as fotos que está fazendo, te pedir orçamento e você falar “Ah, é de graça, estou só treinando”.

Assim você está desvalorizando seu tempo e seu trabalho.

Dando de graça você nunca acha que seu trabalho está bom o suficiente para ter um preço a ser pago. 

Com isso, demora muito mais para você chegar no seu preço. 

Consequentemente, demora mais para atingir o seu público ideal e chegar em um valor legal para começar a trabalhar oficialmente com fotografia.

Depois de vários ensaios desses de portfólio, cada um com uma modelo amiga, cada um em um cenário, testando horários diferentes, que eu comecei a querer publicar alguma coisa.

Eu fui também em alguns ensaios com amigos fotógrafos que me ajudaram muito! 

Assim, eu pude observar como era um ensaio de verdade e fazer foto também, para ter mais portfólio e experiência.

5. Descubra qual área da fotografia você gosta mais

Como começar na fotografia

O quinto passo é descobrir qual área da fotografia você mais gosta. O meu processo foi assim:

Eu fiz um pouco de cada coisa na fotografia.

Fui em casamentos como assistente, depois fui como vigésima quarta fotógrafa (e odiei), assisti ensaios de moda, com várias produções, fiz foto de bebê (com a mãe manuseando tudo, pois eu morria de medo de fazer algo errado), fiz foto de família, de crianças maiores e tudo que eu podia até me entender e me encontrar.

Está na dúvida se quer entrar realmente pra fotografia de família? 

Convide uns 5 amigos que possam posar pra você. Um que tenha bebê pequeno, outro que tenha 2 filhos um pouco maiores e outro ensaio faz com uma família grande, com avós e tudo mais.

Quer fazer mais ensaios newborn e ver se é nessa área que quer entrar? 

Primeiro invista em um workshop específico de fotografia newborn, que ensina sobre as poses e seus riscos e cuidados, depois publique no seu Facebook (pode ser o pessoal mesmo) que está procurando bebês que irão nascer nas próximas semanas e quer fotografá-los com até 12-15 dias.

Tem se interessado por ensaios boudoir? 

Pense em algumas amigas que possam posar para você e te autorizem publicar, e convide para fazer fotos.

Quer entrar no mercado de casamentos? 

Comece a fotografar muitos casais e também procure oportunidades para ir fotografar casamentos para pegar experiência.

São exemplos, ok? Mas, é dessa forma que as coisas vão começar a clarear para você!

6. Pratique e estude muito

Para mim, esse é o segredo. Teste, prática e estudo! (Para cada hora estudada, ponha em prática por uma ou duas horas).

Foi assim, todo amigo que eu tinha oportunidade de convidar pra fazer umas fotos, eu chamava, e a cada iniciativa minha eu sabia que estava me aperfeiçoando.

Mergulhei em livros de fotografia, li sobre tudo, assisti e ainda assisto muitos cursos online. Existe um mundo de oportunidade para aprender!

Após essa prática inicial, aí sim eu fiz logo, cartão de visita, botei minha página no Facebook, botava fotos de making of no Instagram para mostrar que estava levando aquilo a sério, que quem quisesse podia entrar em contato.

Isso de fazer bastante foto de portfólio antes de realmente iniciar foi muito positivo, pois quando um cliente aparecia eu estava mais empolgada do que com medo.

Eu estava animada e não preocupada se ia conseguir fazer algo legal.

Com o tempo eu me vi mais encantada pela área de família, queria fotos mais naturais e clarinhas, o que me tirou 100% das fotos de moda, com edições carregadas e super produções.

Procurei novos workshops com fotógrafos que admirava.

Comecei a saber quem era as minhas referências e o que eu realmente achava bonito e queria aplicar no meu trabalho.

A importância de ver a fotografia como um negócio

Escritório Isis Castro

Por fim, quero falar mais um pouco sobre a importância de ver a fotografia como um negócio. É normal que tudo fique meio nublado no comecinho e que o medo de não conseguir fique insistindo na sua mente.

Isso acontece porque você precisa organizar e estruturar sua fotografia como uma empresa. Assim, você vai atingir seus objetivos com ela. 

Quando eu comecei a minha jornada na fotografia, eu não tinha ninguém pra me dizer o que eu precisava fazer, o que eu não devia fazer e no que eu realmente precisava investir para ter sucesso. Com isso, eu cometi muitos erros…

Por isso, eu juntei tudo que aprendi e errei e coloquei no meu curso: Fotografia como Negócio.

Eu criei esse curso para te ensinar como o seu caminho pode ser mais leve na fotografia, com menos erros e mais sucesso.

Eu vou te ajudar a acelerar seu crescimento, construir seu negócio, conquistar mais clientes e viver de fotografia. Clica aqui pra saber mais sobre o curso!

Esse texto também está disponível em vídeo, no meu canal do YouTube [Como comecei em fotografia]

Também tenho um vídeo que fala sobre os primeiros passos na carreira de fotógrafo:

Me conta aqui nos comentários como está sendo essa descoberta inicial da fotografia, se esse post te ajudou de alguma forma, e o que você vai fazer a partir de hoje para começar na fotografia profissional.

Beijos,

Isis.

Compartilhe

Deixe seu comentário

9 comentários

  1. Amei seu blog, amei as cores, e hoje foi a primeira vez que fiz uma visitinha! Mas espero voltar sempre, é lindo ver seu amor, espero um dia poder me envolver com a fotografia além do amor platônico!

    Beijos.

    fenix-es.blogspot.com

  2. Oi Isis :)

    Muito obrigada pelas dicas.
    Estou no começo do começo ainda em relação à fotografia, comprei, mas minha câmera ainda nem chegou e estou correndo atrás de conseguir iniciar um curso, e por enquanto estou fuçando a internet atrás de dicas e lendo tudo o que consigo a respeito porque sou ansiosa haha. É um pouco difícil, porém, não poder testar isso na prática, mas sei que daqui a pouquinho ficará mais fácil.

    Sinto bastante afinidade com fotografias de pessoas no geral e de paisagens, principalmente quando consigo mesclar as duas coisas. Me interesso mais por fotos voltadas ao cunho sócio-cultural, mas fico me questionando se existe um mercado forte para isso. Outra coisa que me preocupa bastante é a questão da criatividade e a dúvida se terei talento suficiente para me destacar frente a um mercado tão concorrido. Você tem algum processo criativo específico ou já sofreu algum bloqueio? Sei que na área de arte sob qualquer forma se corre esse risco.

    Grande abraço,

    Gabriela

  3. Oii! Adorei as dicas. Estou iniciando na área de fotografia. Gostaria de saber quais câmeras você recomenda para quem está iniciando? Que seja Canon. Atualmente tenho uma Nikon D3200. Muito obrigada, Bianca

  4. Olá! Eu terminei meu curso a pouco tempo, e posso assumir que estou um pouco perdida para começar a trabalhar! Até por que eu sou menor de idade.. Poderia me ajudar?

  5. Ola, gostei das dicas, sou estudante de artes visuais.. sempre amei fotografia e a área gráfica andei pesquisando acho q quero entrar no ramo de foto escola, ainda não tenho câmera quero mt comprar uma Canon. Estou pesquisando bastante quero fazer mais cursos e pós em fotografia. Tenho medo ainda de não dar conta.

  6. Oii tudo bem?
    Eu ainda não fiz o curso de fotogra mais amo tirar foto e queira muito me tornar uma fotografa no momento eu estou pegando trabalho e ganhando uma graninha extra , agora eu queria muito fazer o curso pra melhorar ainda mais vc fez curso online ? Quanto tempo durou ?

    1. Oi, Camila! Fazer cursos é super válido sim, mas você tem que procurar o curso dá área que você mais precisa no seu momento. Se precisa melhorar a edição, procure um curso de edição. Se precisa melhorar a direção, a técnica e etc. A Isis fez faculdade de fotografia e alguns cursos voltados para o que ela queria. Nós temos inclusive, vários cursos que podem te ajudar, dá uma olhada: https://coisadefotografa.com/cursos/. – Maressa, equipe #CDF

  7. Olá, eu sou a Karina tenho 32 nos e ser fotógrafa para mim era algo muito distante, um sonho antigo que eu tenho, mas q somente agora estou podendo “estudar” sobre, entrei em um curso basico e já aprendi algumas coisas, porém fico com aquele medo de sair fotografando, gastando meus clicks sabe rs…. Quero muito trabalhar com a fotografia, a primeiro momento penso em retratos, mas não sei se é realmente isso sabe?! Lendo seu post eu me animei mais, vou fazer o q suas dicas dizem, é quem sabe consigo definir melhor meu estilo. Eu amo fotos de pessoas, moradores de rua em preto e branco, de histórias sabe, mas não sei se eu conseguirei trabalhar nesse estilo, acho q esse vai ficar mais como hobby e trabalho os ensaios mesmo. Enfim, sinto q estou ainda MT longe de ser uma fotógrafa, mas eu queria tentar.

QUER CLIENTES TODOS OS MESES NA SUA FOTOGRAFIA?
INSCREVA-SE PARA RECEBER MINHA AJUDA: