A Importância do Curso Fundamental de Fotografia | Coisa de Fotógrafa

A Importância do Curso Fundamental de Fotografia

Antes de se aventurar por aí, você sabe a importância fazer um curso fundamental de fotografia antes? 

Provavelmente aí na sua cidade, ou na cidade grande mais próxima de você, vai ter um curso básico de fotografia. Cursos de 15 aulas (alguns mais, outros menos), que abrangem a parte técnica inicial de luz, equipamentos e funções das câmeras e lentes, ensina como mexer nos equipamentos e sobre o que é cada coisa, além de falar mais sobre a história da fotografia.

Algumas coisas que são, normalmente, explicadas nos cursos fundamentais: tipos de câmeras (formato e sistema), lentes (grande angular – normal – tele e macro – zoom e fixa), ISO, diafragma, velocidade, obturador da câmera, modos de focagem e medição de luz.

Eu adorei e aprendi muito por ter feito o curso básico e foi lá que me encantei de verdade pela fotografia e vi que queria ser fotógrafa. Digo isso de “realmente me encantar” pois muitas pessoas até gostam de fotografar, mas quando fazem esse curso percebem que a PROFISSÃO fotógrafo não é pra ela, então é importante saber da realidade da profissão antes de sair comprando coisas e dizendo que é fotógrafo.

Muitos profissionais são autodidatas sim e aprenderam tudo que sabem estudando por conta própria, mas, em um curso, coisas que você levaria muito tempo procurando e estudando, você aprende em algumas horas. Fora que é muito mais prazeroso por ter pessoas na mesma etapa que você, para dividir aprendizados, trocar experiências e até mesmo marcar saídas para fotografar.

curso-fundamental-de-fotografia

Outra coisa que eu também vejo vantagem no curso:

Você aprende o porquê das coisas, o mecanismo do equipamento, os erros que podem acontecer e sabendo como aquele equipamento funciona, na hora de um problema você tem maiores chances de saber solucionar.

Além de todo lado positivo do curso, tenho uma recomendação pra você:

Pense além do pessoal do curso. Abra sua cabeça e pense grande. Muitos professores de fotografia falam coisas como verdades absolutas e não é bem assim.

Eu adorei o curso, de verdade, mas preciso ser sincera e assumir que por muitas vezes achava um absurdo várias coisas que ouvi lá no meu. Professores que ditam regras prontas, que dizem que a fotografia tem que ser desse ou daquele jeito, que você vai precisar ficar anos no mercado pra ser reconhecido, ou que só Nikon serve, só a Canon é boa… daí pra pior!

Eu conseguia ignorar essa parte toda e focar no que servia pra mim, mas sei que muitos outros alunos foram bloqueados logo ali e não viram além, desistiram ou seguiram o caminho das fotos clichês e sem personalidade que meus professores ditaram como “fotografia de verdade”. Muitos cursos também são desatualizados, então o que servia pro mercado de 10 anos atrás continua sendo dito como se ainda fosse aplicável. Espero que no seu curso seja diferente! 

Algumas perguntas que respondo sempre:

  • Preciso de equipamento para fazer o curso fundamental? 

Cada curso tem seus requisitos básicos e você precisa verificar onde for fazer, se é necessário ou não. No que eu fiz não era preciso ter equipamento para o curso fundamental, só para os outros mais avançados. Quando estiver verificando as datas das turmas, preços, etc, não esqueça de perguntar.

  • Onde tem um curso/qual eu faço na minha cidade?

Não indico cursos pelo mesmo motivo que não indico câmeras. Como não fiz curso em todas as instituições e em todas as cidades, não tenho como opinar sobre eles e indicar. Recomendo que procure no Google por “curso de fotografia + nome da sua cidade” e olhar também grupos de fotografia da sua cidade, para pegar recomendações de quem já fez por aí & fazer amiguinhos no mundo da fotografia.

E depois?

Depois do curso fundamental ou muito estudo sobre esses fundamentos básicos da fotografia, aí sim eu acho válido pensar em equipamento, lentes, cartão de visita e começar a montar seu portfólio.

Normalmente as escolas de fotografia tem outros cursos também depois do básico. Flash, fotografia de produto, moda, etc. Se você gostar dos professores e do estilo da instituição, vale a pena continuar fazendo mais alguns que você se identifique. Eu quando comecei, por exemplo, jurava de pé junto que ia ser fotógrafa de moda e detestaria fotografar bebês, mas depois eu vi que não gostava do mercado da moda… Mas só descobri isso fazendo o workshop de fotografia publicitária. Então não considero como perda de tempo e de dinheiro, porque eu percebi ali que essa área não era pra mim.

A partir desses cursos iniciais foi muuuita prática. Comecei a fotografar amigas, crianças, testei foto em estúdio, fiz foto externa, acompanhei alguns amigos fotógrafos em ensaios pra ver como era o cotidiano e tudo começou a fluir. Mas só com a prática, estudo e aperfeiçoamento das coisas que aprendi nos cursos e vi fotógrafos que eu admirava fazendo que comecei a crescer.

Então, se você ainda não domina as funções dos equipamentos, o modo manual, não sabe a diferença das lentes macro, grande angular, normal, e não sabe regular diafragma, velocidade e iso da câmera é a hora de parar o que estiver fazendo e focar só nisso! Esses pontos que falei são necessários para fotografar e vão fazer toda diferença pro seu início no mercado.

E aí, vamos dar esse próximo passo?

Me conta aqui nos comentários por onde você tem estudado fotografia e como eu posso te ajudar ainda mais nesse começo.

Beijos,

Isis